MIGUEL CARDOSO

Rio Ave FC

Época 2017/18

BIOGRAFIA

MIGUEL CARDOSO

Treinador UEFA Pro

José Miguel Azevedo Cardoso, português, nascido a 28 de Maio de 1972, concluiu a Licenciatura em Educação Física e Desporto com Especialização em Futebol, em 1995 e o Mestrado em Ciências do Desporto em 1998 pela Faculdade do Desporto e Educação Física na Universidade do Porto.
É casado e pai de um rapaz, com residência permanente na histórica cidade de Braga no norte de Portugal.
Começou a sua carreira de treinador nas equipas jovens do Futebol Clube do Porto sendo ao mesmo tempo Professor de Educação Física e Vice-presidente do Conselho Executivo numa escola perto da sua cidade natal – Trofa, nos arredores da cidade do Porto.

Ler mais
Estudos

Licenciatura em Ciências do Desporto

Especialização em futebol

Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física – Universidade do Porto

Mestrado Em Ciências de Desporto

Especialização em desporto para crianças e jovens

Mestrado em Ciências do Desporto – Faculdade do Desporto e Educação Física na Universidade do Porto

Treinador UEFA Pro

CURRÍCULO COMO TREINADOR
1993 > 1994SC EspinhoU12 – Treinador principal
1996 > 1997FC PortoU10 – Treinador adjunto
1996 > 1997FC PortoU16 – Treinador adjunto
1998 > 1999FC PortoU14 – Treinador adjunto
1999 > 2003FC PortoEquipa B- Treinador adjunto
2003 > 2004FC PortoU15 – Treinador principal
2004 > 2006CF “Os Belenenses”Treinador adjunto – Primeira Liga
2006 > 2007SC BragaTreinador adjunto – Primeira Liga
2007 > 2009AA Coimbra – OAFTreinador adjunto – Primeira Liga
2009 > 2011SC BragaTreinador adjunto – Primeira Liga
2011 > 2012Sporting CPTreinador adjunto – Primeira Liga
2012 > 2013RC Deportivo La CoruñaTreinador adjunto – “La Liga”
2013 > 2016FC Shakhtar DonetskU21 – Treinador principal Coordenador Técnico da Academia Profissional
2016 > 2017FC Shakhtar DonetskTreinador adjunto – Primeira Liga Ucraniana
2017 > 2018Rio Ave FCTreinador principal – Primeira Liga
2018 > 2019FC NantesTreinador principal – “Ligue 1”

Jogos como

Treinador Adjunto

235

Campeonato

24

Taça

15

Taça da Liga

1

Super Taça

34

UEFA Europa League

12

UEFA Champions League

Jogos como

Treinador Principal

116

Campeonato

4

Taça

4

Taça da Liga
Destaques na carreira

Associação Académica de Coimbra Portugal

Época 2008/2009

  • 7º Classificado na Primeira Liga
    Melhor classificação alcançada pelo clube

Sporting Clube de Braga
Portugal

Época 2009/2010

  • Segundo classificado da Primeira Liga Portuguesa
    Melhor classificação de sempre do clube

Época 2010/2011

  • Participação na fase de grupos da UEFA Champions League, depois de derrotar o Celtic FC na terceira ronda de qualificação e o Sevilha no Play-off.
  • 3º classificado na fase de grupos da UEFA Champions League, com 9 pontos, depois de vencer o Arsenal em casa e o FC Partizan em casa e fora..
  • Entrada na UEFA Europa League, jogando a final contra FC Porto, depois de defrontar o KKS Lech Poznan, Liverpool FC, FC Dinamo Kiev, and SL Benfica nas rondas anteriores.

Sporting Clube de Portugal
Portugal

Época 2011/2012

  • Finalista da taça de Portugal.
  • Vencedor do grupo UEFA Europa League (SS Lazio, FC Vaslui, FC Zurich).

Football Club Shakhtar Donetsk
Ukraine

  • Época 2012/2013
    Campeão Ucraniano de U14 e  U17.
  • Época 2013/2014
    Campeão Ucraniano de U14 e U15.
  • Época 2014/2015
    Campeão Ucraniano de U14 e U19.
  • Época 2014/2015
    Finalista UEFA Youth League.
  • Época 2015/2016
    Campeão Ucraniano de U14.
  • Época 2016/2017
    Campeão Ucraniano e Vencedor da Taça Ucraniana.

Rio Ave Futebol Clube
Portugal

Época 2017/2018

  • Melhor começo de época de sempre (10 pontos na 4ª jornada)
  • Atingiu o 5º lugar, a melhor classificação de sempre desde 1981/1982
  • Recorde de pontos na Liga, 51
  • Alcançou a 3ª ronda da UEFA Europa league
  • Recorde de vitórias em casa, 11

Sucessos e Troféus

Ver...

Jogadores Promovidos

Ver...
O que dizem

“O Rio Ave mereceu o prémio do arrojo. Merece, não. Teve-o. Que o quinto lugar é a prova de que vale a pena ser arrojado, atrevido, inovador. Miguel Cardoso foi a maior surpresa da época em Portugal e carregou todos esses condimentos consigo num contexto complicado e arriscado, num clube cada vez mais consolidado no panorama nacional, mas que vendeu, no verão e no inverno, condicionando o rendimento da equipa. Que jogador não se valorizou em Vila do Conde esta época? Quase não haver resposta para esta pergunta, juntamente com o quinto lugar, são aspetos que entram para a primeira página do CV de Miguel Cardoso. A ter em atenção.”

Luis Rocha Rodrigues, “Zerozero.pt”15 Maio 2018

“Já por aqui elogiei a ideia de jogo de Miguel Cardoso, considerando-a na minha opinião como uma das melhores propostas de jogo da nossa Liga. Foi a sua ideia de jogo e sobretudo a coragem e ousadia do treinador português, sobretudo no que ao aspecto ofensivo diz respeito, que deixaram marca, e catapultaram o Rio Ave para uma excelente temporada e com o concretizar dos objectivos. O Rio Ave aliou a muita qualidade do seu jogo à concretização de objectivos. É factual e não há como escamotear a realidade.”

José Carlos Monteiro, “Lateral Esquerdo”17 Maio 2018

“O Rio Ave garantiu o quinto lugar, que pode valer a presença nas provas europeias, e o treinador pegou no megafone e festejou com os adeptos. Uma imagem rara num técnico que procura ser diferente e aliar os resultados a um futebol de qualidade. Foi criticado, mas no fim levou a melhor.”

Arnaldo Martins, “Jornal de Notícias”08 Maio 2018

“De facto, uma das coisas boas que a nossa Liga nos trouxe, foi a chegada de Miguel Cardoso ao leme do Rio Ave. O que fica na memória de todos aqueles que gostam do bom jogo em relação ao Rio Ave, foram as ideias e foram sobretudo essas ideias que mostraram um Rio Ave muito trabalhado em todos os momentos do jogo e ao mesmo tempo, a crescente valorização de atletas e treinador. Quem não se lembrará das fantásticas exibições entre outras nos dois jogos frente ao Benfica e Sporting em Vila do Conde? O que Miguel Cardoso trouxe ao futebol português, foi a coragem de assumir uma ideia de jogo e nunca fugir da mesma, fosse qual fosse o adversário.”

José Carlos Monteiro, “Lateral Esquerdo”12 Maio 2018

“O Rio Ave ganhou o campeonato das "Ideias de Jogo" e ficou em primeiro a seguir ao espaço privado dos quatro de topo... Miguel Cardoso chamou-lhe como um "futebol alegre". Acho que é uma boa definição para encaixar este modelo do Rio Ave naquilo que considero chave numa boa equipa que nos marca para sempre: ganhar ou perder mas com distinção. Tratar bem a bola será sempre o melhor caminho para isso.”

Luís Freitas Lobo, “O Jogo”15 Maio 2018

“O que Miguel Cardoso demonstrou ontem frente ao campeão nacional é que não é necessário uma equipa ter assim tanto dinheiro para jogar como um grande”

Nuno Farinha, “Record”27 Ago 2017

“Este é sem dúvida um dos mais excitantes projetos futebolísticos que passaram pelo nosso futebol nos últimos anos”

“Goalpoint”9 Dez 2017

“A equipa que mais impressiona abaixo dos grandes (muitas vezes incluindo estes) é sempre o Rio Ave de Miguel Cardoso. Não é demais o elogio ao modo corajoso como assume cada jogo e em qualquer campo, com futebol de iniciativa e sem que lhe custe juntar vários talentos no mesmo onze”

Carlos Daniel, “Bancada”11 Dez 2017

“O futebol deste Rio Ave não parte de devaneios; arrisca porque sabe, de fonte segura, que esse risco pode compensar. Antes do Benfica, já tinha caído o Braga, vítima do mesmo calculismo disfarçado. Ontem, num jogo complexo de analisar, sobressaiu a coerência de repetir, uma e outra vez, os mesmos caminhos, sem permitir que a ondulação do resultado afetasse a confiança da equipa e traduziu essa resistência em três golos. O Rio Ave ganhou a eliminatória. Disso não pode haver dúvidas”

José Manuel Ribeiro, “O Jogo”14 Dez 2017

“Hoje, o Rio ave é justamente considerado um oásis pelo futebol singular que impõe no campo, independentemente do emblema adversário. Audaz e inegociável, o registo de jogo vila-condense acompanha as tendências atacantes das equipas mais empolgantes no circuito europeu”

Luís Catarino, “Bancada”15 Dez 2017

“Se eu fosse uma equipa de futebol queria ser o rio Ave 2017. Definitivamente”

Pedro Jorge da Cunha, “Mais Futebol”16 Dez 2017

“Pegar numa equipa de média dimensão nacional e colocá-la a jogar um futebol de qualidade, elaborado e que encanta quem vê tem de ser valorizado. Pela ideia, pela coragem e pelo trabalho que está a ter resultados em pouco tempo. Tudo é simples, tudo é perfeito. Mesmo quando a bola teima não entrar e os resultados teimam em não corresponder ao que se viu em campo. Mesmo até quando os adeptos vila-condenses assobiam e pedem pontapé para a frente. Isso não vai acontecer, não com Miguel Cardoso. E ainda bem”

José Miguel Machado, “Record”21 Dez 2017

“É um bálsamo ver o atual Rio Ave por entre uma série de modelos repetidos e cinzentos”

Carlos Daniel, “Bancada”01 Jan 2018

“Se o Rio Ave continua a merecer louvores pelo futebol positivo que pratica, Miguel Cardoso também é credor de elogios pela forma como comunica, sem rodeios nem desculpas”

Manuel Fernandes Silva, “Bancada”21 Mar 2018

“Em Vila do Conde vive uma das equipas com o futebol mais elogiado do nosso país”

“Record”17 Abr 2018

“Impressive Rio Ave boss who is thriving in his first senior appointment… he is an excelent defensive organizer.”

“World Soccer”Março 2018

“Softly spoken, unorthodox and charismatic – is currently the darling of the Portuguese press.”

“FourFourTwo”Abril 2018

“Este treinador do Rio Ave tem uma grande qualidade… há aqui uma excelente filosofia, que põe esta equipa a jogar bem”

Rui Santos, “Play-Off”29 Out 2017

“… há um grande trabalho da parte técnico-táctica da equipa técnica, do treinador, fabuloso”

João Alves, “Play-Off”29 Out 2017

“… por aquilo que vi até agora, Miguel Cardoso pode ser o porta-voz, o porta estandarte da mudança de mentalidade dos clubes mais pequenos que lhes permitirá mudar e equilibrar as coisas”

João Gobern, “Trio d'ataque”30 Out 2017

“O Rio Ave destaca-se pela vontade de ter a bola em seu controle, algo que não é muito habitual nas equipas do nosso campeonato. Sente-se confortável a jogar em posse e a levar o jogo para o terreno do adversário, atuando com linhas subidas e grande rigor nas marcações ao adversário. Na prática tem mentalidade de equipa grande e os jogadores estão a assimilar isso”

“A Bola”17 Nov 2017

“Não existe um caminho único para a vitória, mas Miguel Cardoso é fiel ao seu. E pela convicção com que defende as suas ideias percebe-se que é coerência, não é teimosia”

Nuno Travassos, “Mais futebol”1 Dez 2017

“Foi o triunfo do futebol e do sistema dos Vila-Condenses, provando que não é preciso pontapé para a frente para chegar à lucidez. É o comportamento que faz evoluir as equipas e que transporta os estrategas para outros patamares”

João Vasco Nunes, “Bancada”08 Dez 2017
Momentos....
[the_grid name=”Facebook 3″]